Posts Tagged ‘Jeito de Joaquim’

A beleza e tradição do origami

10/11/2009

Origami_01

 

Foi com a avó materna, que tinha origem japonesa, que as irmãs Lucila e Patrícia conheceram o origami, tradicional técnica oriental que utiliza o papel como material de trabalho.

Interessadas na arte do origami, aprenderam a fazer a leitura dos livros e sinais japoneses para se aprimorarem. Elaboravam peças para presentear os amigos e logo as primeiras encomendas começaram a aparecer. O volume de pedidos foi aumentando, aumentando e elas resolveram expor seu trabalho.

Na feira Jeito de Joaquim, Patrícia e Lucila mostram diversas peças, incluindo bijouteria, brincos, colares, enfeites de Natal e um modelo de boneca criado por elas, totalmente diferente e encantador.

Para ver de perto, visite-as na feira Jeito de Joaquim durante a Estação das Artes.


brincos

Brincos em origami

Origami_2

Anúncios

Pausa para o lanche: cachorro-quente na feira de Joaquim

10/11/2009

As barracas de alimentação são uma atração à parte na feira Jeito de Joaquim.

Edval é o responsável pelo preparo do cachorro-quente, à maneira tradicional ou prensado, que pode levar ingredientes inusitados, como calabresa, bacon e frango.

Bordados diversos: toalhas, camisetas e moletons

10/11/2009

D. Divana faz bordados há mais de 20 anos. Já tinha avançados conhecimentos em costura, pois, ainda bem jovem, aos 4 anos, havia sido matriculada num curso por seu pai.

O que era um hobby virou uma necessidade de renda extra, após o falecimento do marido.

Hoje, Dona Divana oferece diferentes bordados, em várias peças: toalhas, camisetas e até vestidos para crianças. Toalhas de fitas também serão expostos, na feira Jeito de Joaquim, durante a Estação das Artes.

D. Divana conquista ainda muitos clientes com seus moletons. Para homens, mulheres, em tamanho infantil, com bordados delicados, às vezes discretos, na medida certa para agradar a todos.

Só Art’s Li: Artes em feltro e muito mais em Joaquim Egídio

08/11/2009

montagem

O feltro é um dos materiais mais utilizados por Elisandra, da “Só Art’s Li”, para criar os mais diferentes trabalhos. Interessada por artesanato, desde sempre, Li chegou a aprender várias técnicas. Para confeccionar as lembrancinhas da festa de aniversário da filha, descobriu o feltro e, desde então, tem criado belas peças. Os diferentes bichinhos usados como pesos de porta, por exemplo, fazem grande sucesso.

Moradora de Sousas, a Só Art’s Li escolheu a feira Jeito de Joaquim para apresentar seus trabalhos.

Para conhecer seu trabalho em feltro, clique no link abaixo:

http://issuu.com/a2ncomunicacao/docs/so_arts_li

Jeito de Joaquim também é moda

08/11/2009

Para quem gosta de estar na moda, com roupas diferentes e cheias de estilo, a feira Jeito de Joaquim é uma boa pedida.

Simone Renata, por exemplo, especializou-se em camisetas bordadas. A oferta de temas e modelos é grande. As peças bordadas com fuxicos, de acordo com Simone, são os que fazem mais sucesso, mas há belas peças customizadas com patchwork também.

O hobby, que nasceu como um complemento de renda, fez tanto sucesso que a artista não parou mais. Simone mostrará toda sua criatividade na feira Jeito de Joaquim, em Joaquim Egídio, dentro da programação da 4ª Estação das Artes.

Conselho Gestor da APA de Campinas – CONGEAPA

08/11/2009

O Congeapa marca presença na Feira Estação das Artes, em Joaquim Egídio.

O Conselho Gestor da APA – Área de Proteção Ambiental de Campinas, tem a função de garantir que a Lei da APA seja cumprida. Suas atividades baseiam-se em propostas e denúncias dos conselheiros e população, demandas locais.

O Congeapa terá um espaço especial na Feira Jeito de Joaquim, que irá apresentar fotos, painéis e informações sobre a APA.

A APA

A Área de Proteção Ambiental de Campinas – APA de Campinas – é formada pelos Distritos de Sousas e Joaquim Egídio e os bairros rurais, Carlos Gomes, Jardim Monte Belo e Gargantilha. Foi criada em 2001, para assegurar a conservação do patrimônio natural, cultural e arquitetônico da região, proteção dos mananciais hídricos, o controle das pressões urbanizadoras e das atividades agrícolas e industriais, compatibilizando as atividades econômicas e sociais com a conservação dos recursos naturais, com base no desenvolvimento sustentável.

Uma comissão técnica do Congeapa faz uma análise crítica das intervenções na estrutura urbana e rural no território da APA, como por exemplo, empreendimentos imobiliários, loteamentos, projetos de iluminação pública e paisagismo, podas, extrações e plantios na arborização de espaços públicos, trânsito viário, etc. Após as análises, o Conselho faz encaminhamentos, emite pareceres e delibera em questões que possam causar interferências em toda a APA, aprovando-as ou não.

Veja algumas fotos da região da Área de Proteção Ambiental.

Congeapa_02_sede

Sede do Congeapa, em Joaquim Egídio

Congeapa_01

Congeapa_03

Congeapa_04

Jeito de Joaquim: Bolos e Sucos Naturais

08/11/2009

Décio Júnior vende bolos e sucos na feira Jeito de Joaquim. Tomou a iniciativa de participar da feira como uma maneira de incentivar sua mãe, Vera Cesarini, a boleira talentosa. Para os sucos naturais, Décio busca utilizar as frutas da época, e deixar a escolha ao gosto do cliente. Há os tradicionais de laranja e abacaxi até aqueles mais diferentes, como o “suco de luz” e maçã com erva cidreira. Os tipos de bolos também são variados: branco com abacaxi, chocolate com ameixa e branco com creme de coco.

Jackeline – sabonetes de ervas em Joaquim Egídio

08/11/2009

Jackeline produz diversas peças, de inspiração esotérica.

São sabonetes de ervas, decorativos, produtos de feltros, como peso de porta e guirlandas, produtos de biscuit como bruxinhas e porta incensos e um diferencial, o ‘quilling’, trabalho com pequenas  tiras de papel bem fininhas e enroladas que se transformam em pequenos bichinhos, flores, entre muitas outras formas, que fazem sucesso na feira Jeito de Joaquim.

Kleo – Arte em madeira e cerâmica

07/11/2009

Kleo produz peças em madeira e cerâmica. Decoupagem, pinturas e outras técnicas estão presentes em suas bandejas, porta retratos, caixinhas entre outros.

Há 40 anos se dedica ao artesanato que aprendeu sozinha, mas aprimorou com cursos e novas técnicas aprendidas ao longo do tempo.

Para conferir de perto, visite a feira Jeito de Joaquim, em Joaquim Egídio, durante a 4ª Estação das Artes.

Nádia e Maria de Lourdes: pintura em tapetes, guardanapos e fraldas de bebê

07/11/2009

Mãe e filha trabalham juntas na hora de produzir o artesanato. São tapetes, guardanapos e fraldas de bebê pintadas artesanalmente e com crochê.

Maria de Lourdes, a mãe, também produz tapetes em tear, e transmitiu o gosto pelo artesanato para Nádia, a filha.

As peças serão mostradas na Feira Jeito de Joaquim, em Joaquim Egídio.

Além disso, Nádia tem uma banca de pastel que também fará parte da feira. Que tal experimentar um pastel de carne seca com catupiry de lanche?